setembro 16, 2012

Em alta



Há um programa de televisão de que gosto muito - "Alta Definição". Nem sempre o vejo mas quando acontece delicio-me e enterneço-me com as excelentes entrevistas e sensibilidade que perpassam do mesmo. Também não sou totalmente imune ao efeito lágrima que o Daniel Oliveira parece acionar em cada programa. Trata-se de um momento intimista de televisão, em que artistas e profissionais de várias áreas têm  tempo para falar de si próprios, num registo muito humano que escasseia nos ritmos vorazes e conteúdos vazios de que é feita muita da programação do pequeno écrã. Perdi entrevistas, muitas, que decerto muito teria apreciado, mas há certamente mais para ver. É bom saber que há inúmeras, inúmeras pessoas interessantes e importantes no nosso país e que bom é descobrir-lhes um lado mais íntimo, de forma consentida, sem nunca se perder a elegância nem o bom senso. E olhem que o Daniel faz muitas perguntas... mas tem um modo ultra sensível e empático de as fazer. Consegue, dessa forma, muitas partilhas, confissões e desabafos. Por mim o "Alta", que já dura há 3 anos, nunca iria de baixa.

6 comentários:

  1. Olha, por acaso também tento ver sempre que posso. Gosto muito da forma como decorre a partilha de cada "famoso" que mostra fragilidades, sensibilidades...e tb muitas vezes lá vem a lagrimazita de que falas.

    ResponderEliminar
  2. Acredito que a entrevista é realizada na base do respeito e não nos resultados de audiências. Porém, prova-se que Respeito também dá audiência.

    ResponderEliminar
  3. :) Mt bom momento de televisão, Carla, o que vai sendo raro:)

    ResponderEliminar