agosto 27, 2013

Encantos de Lisboa e não só


Ontem em Lisboa veio à minha baila a questão de sempre: cultura, cosmopolitismo, diversão, modernidade versus o que tenho por aqui onde moro: calmaria, qualidade de vida a vários níveis e marasmo, ou seja, dias mais desinteressantes mas mais relaxantes. Podia era estar mais perto da estimulante capital e manter o que há tranquilamente à minha volta. Podia, digo eu, mas não estou. 

4 comentários:

  1. Para mim é uma questão genética. Gosto muito de sair, mas a minha Lisboa está sempre comigo.
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma bela cidade, sem dúvida, uma capital. :)

      Eliminar
  2. Faty, não se pode ter tudo, é o que é! Mas, ainda assim, podias viver em sítios com níveis de marasmo muito mais elevados... E sempre estás perto da Invicta, onde, apesar de tudo, já se passa alguma coisa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) Sem dúvida, Carlos! Eu gosto muito de viver onde vivo, mas um mergulho no cosmopolitismo também sabe bem de vez em quando. O problema é cansar-me, aquele movimento todo :) Daí o post. :)

      Eliminar