outubro 24, 2012

Cantar é triste

A voz e as suas músicas tocam-me. Para lá do usual, muito para lá do usual, mergulho num oceano de sentido sentimento, até de uma estranha espécie de dor. É uma viagem que faço, de forma rara, à mais profunda portugalidade e a um tempo em que história e memória se entrelaçam, enternecendo-nos e comovendo-nos de forma única. Há uma tristeza  e ao mesmo tempo uma beleza sem fim, um sentir de melancolia e o raiar da esperança em forma absoluta. Assim é este cantar. 

2 comentários:

  1. Cantares do andarilho.
    Único.

    :)

    ResponderEliminar
  2. Se há um ser-ser português, é desta forma que o sinto. Arrepiante.:)

    ResponderEliminar